Algumas dicas de como simplifiquei minha vida com o minimalismo

Oi, gente!

Um dos últimos posts de 2016 aqui no blog tem como título 2017: meu ano minimalista. E realmente, eu estava certa.

2017 foi um ano em que consegui simplificar minha vida em vários aspectos e, sem dúvida, minha busca por uma vida com essência - através do minimalismo - foi a grande responsável por isso. 
Quando você começa a simplificar sua vida, vai removendo pouco a pouco o que é desnecessário e começa a entender e ter um contato maior com o que realmente te faz feliz.
E é assim que estou terminando esse ano: me sentindo muito mais completa, mas ainda com a certeza de que ainda tenho muito a aprender com o minimalismo. Sempre vou ter algo novo a descobrir sobre a vida e, especialmente, sobre mim.

Com o fim do ano se aproximando quero compartilhar com vocês algumas dicas de atitudes que pratiquei nesse ano e que podem ajudar na sua jornada, facilitando ainda mais sua rotina.



Deixe de conviver com pessoas que sugam sua energia - Se você convive com uma pessoa que faz questão de te deixar para baixo, que não te escuta quando você tem algum problema e precisa desabafar, apenas se afaste. Esteja ciente de que está fazendo o melhor para si e que não existe problema algum nisso.

Use seu dinheiro com o que realmente é essencial - Não gaste seu dinheiro com bobagens. Para ganhar esse dinheiro você teve que usar como moeda de troca o seu bem mais precioso e escasso: seu tempo. Então, não tem lógica você perder seu tempo, trabalhar e comprar coisas que não farão nenhuma diferença na sua vida. Planeje suas compras e treine sua mente para evitar impulsos.

Pare de seguir pessoas que não te inspiram ou não trazem boas influências para sua vida - Resumidamente: use suas redes sociais para se cercar de inspirações e motivações, participe de grupos com assuntos que te interessem e não te deixem frustrado. Mas, não confunda essa dica com anular as pessoas que pensam diferente de você. É importante conhecer opiniões diferentes, pois é dessa forma que temos a oportunidade de ter contato com outras visões de mundo.

Não se prenda a metas de vida que já não são importantes para você - Não se apegue a cumprir uma meta apenas pelo que as pessoas vão penar. Nós estamos em constante mudança e, consequentemente, nossos objetivos também mudam.

Dê o seu melhor independente do retorno que tiver - Muitas vezes ficamos desanimados por não ter reciprocidade ou reconhecimento pelas nossas ações, mas a verdade é que o que realmente importa é termos a certeza de que fizemos o nosso melhor. Se as outras pessoas não conseguem percebê-lo, esse é um problema inteiramente delas.

São pequenas ações que acabam ajudando a melhorar minha rotina e viver mais leve.
Espero que ajude você também. Você tem alguma dica pra me dar?

Aproveite e conheça meu facebook, meu instagram e meu Google+
Veja mais posts desse tipo aqui


Até breve,
Fran Scandolara 

Queridinhas dos Seguidores

Reflexão sobre o minimalismo + novo declutter nas bolsas

Desafio Pessoal: 14 peças, 14 dias