Motivos inspiradores para iniciar um Declutter / Destralhe


Oi, gente!

Acho que ainda não tinha usado essa palavra aqui no blog: DECLUTTER... Gosto de deixar tudo o mais "abrasileirado" possível, então eu falo DESTRALHE mesmo. Mas sobre a primeira palavra, clutter significa, basicamente, todo tipo de tralha. Dessa forma, declutter seria a ação de se livrar delas. Doar objetos que não são mais úteis para gente, que ficam ali ocupando aquele espaço, e o mais importante, nosso precioso tempo.
Agora que todos estamos conscientes do significado da palavra, vamos ao objetivo do post: 


  1.  Qual o valor do metro quadrado de onde você mora? É, não sei se você já parou para pensar, mas se vive em um imóvel alugadol, cada metro quadrado a mais que precisou ser lembrado na hora de alugar seu lar para caber tudo o que você tem, acaba tendo um custo. O mesmo vale para se você tem um imóvel próprio. Imagine só quanto dinheiro você teria economizado se tivesse só o que você realmente precisa para viver?
  2.   E aquele desânimo que bate quando levantamos de manhã e olhamos para uma escrivaninha cheia de papeis, um sofá com 549 peças de roupas para passar/guardar e a mesinha de centro cheia de objetos fora do lugar? Pois é, quando temos coisas demais, também temos muitas coisas para organizar e sempre acabamos por escolher algo para fazer depois, o que acaba acumulando tarefas e nos dando a sensação de dever não cumprido. 
  3. Móveis e superfícies vazias e livres de tralhas são muito mais fáceis de limpar e de que continuem limpas. Nem vou justificar...
  4.  Imagine um guarda-roupa só com o que você realmente usa. Seria incrível, né? Além de ser visualmente mais fácil, você irá perceber como o seu dilema com o "não tenho nada para vestir" irá pouco a pouco acabar. Conhecendo bem suas peças favoritas e sabendo o quanto ama o caimento delas no seu corpo, elas serão muito melhores aproveitadas e você, de quebra, vai saber definir qual o seu estilo.
  5.  Quando nos livramos do desnecessário descobrimos alguns itens necessários que por algum motivo não são mais úteis por estarem velhos ou quebrados. Um bom exemplo, são as roupas. Quando temos que nos desfazer de alguma peça que não nos serve mais ou não tem mais nada a ver com o nosso estilo, temos a oportunidade de adquirir um novo que realmente nos sirva e que tenha a ver com nossa vida atual e não que seja mais uma peça que está lá entulhando a gaveta.
  6.  Aprender a doar. Durante o destralhe acabamos doando alguns objetos que para nós não tem mais nenhum significado, mas que para uma outra pessoa talvez tenha muito.
Ao final do declutter/destralhe você vai perceber o quanto a vida pode ser leve e o quanto isso é importante. Em meio à uma sociedade consumista onde o TER tem um peso enorme, viver apenas com o que te faz feliz é recompensador.

Até breve,
Fran Scandolara


Talvez você também se interesse por esses posts aqui e aqui 

Queridinhas dos Seguidores

Os 7 R's da Moda Sustentável

Minha descoberta na loja Toque a Campainha

Alongamento de cílios: eu testei e conto tudo aqui