Minimalismo | Mudando alguns hábitos

Oi, gente!

Estava pensando comigo em como a minha geração pode mudar o mundo e influenciar as gerações mais novas. Percebo entre os meus amigos, o desejo crescente em SER enquanto em pessoas mais velhas o principal desejo aparente ainda é o TER.
Minha geração cresceu ouvindo falar sobre o aquecimento global, o consumo desenfreado e acredito que essas tenham sido influências inconscientes que fizeram o interesse pelo mundo minimalista crescer.

O que percebo que acontece é que muitos de nós não sabemos por onde começar a praticar o minimalismo e acabamos nos perdendo e confundindo um pouco as coisas, a questão não é ter o menos possível, e sim termos apenas o que nos é suficiente. Sem excessos.

Assim, resolvi dar algumas dicas de mudanças de hábitos que aos poucos fui me envolvendo e me ajudando a desapegar do consumo que ainda tinha:

- Você precisa mesmo ganhar/pegar brindes?
Sabe aquela sensação de que se estão dando algum brinde é porque merecemos? Ou então é porque o valor do brinde já está embutido no valor final da nossa compra? Então... Abandone esse hábito. A menos que o brinde seja algo que você realmente esteja precisando, que tal não pegar? 

- Moda
A moda sempre muda e isso não é segredo para ninguém. Sabe aquela bota cheia de franjas que estava super em alta? Então, nesse inverno já não é tão in assim. Algumas pessoas tem estilo para usar a peça quando bem entenderem e se você é uma dessas pessoas, meus parabéns. Entretanto, minha dica é investir em peças clássicas. Aliás, a real dica é descobrir o seu estilo e investir em peças que o complementem.

- Aprenda a dividir
Dividir é um ato de carinho e além disso, desacelera o processo de consumo. Roupas, maquiagem, livros e muitos outros artigos podem ser divididos no seu círculo social. 

- Compre usado ou em lojas pequenas de fabricação própria
Evite comprar das grandes marcas. Sempre que possível adquira coisas em brechós ou então em lojas pequenas, de pequenos empresários, que possuem fabricação própria, muitas vezes sob medida. É uma maneira de aos poucos ir se livrando das lojas fast fashion.

- Presentear
Nesse post aqui falo um pouco mais sobre como o minimalismo e os presentes podem andar juntos. Mas, em suma, procure presentear as pessoas com experiências ou com algo de que elas realmente precisem.

E você? Já mudou algum hábito que ajudou a ser uma pessoa mais leve?
Qual sua experiência com o mundo minimalismo?

Até breve,
Fran Scandolara


E você, quais hábitos acabou adquirindo ou mudando com o minimalismo? Quais gostaria de mudar?

27 comentários:

  1. Quero mudar, ao invés de comprar livros trocar. Parabéns pelo post
    www.omliteratura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daiani
      Essa é uma ótima opção. Além disso temos os e-books que colaboram muito também com a questão ambiental e de consumo.

      Beijos!

      Excluir
  2. Gostei, concordo com o q vc diz em relação a moda, a um tempo atrás eu gostava de seguir a moda, mas hoje eu descobri meu próprio estilo e me visto de acordo com meu gosto

    ResponderExcluir
  3. Quero ser uma pessoa que ao invés de querer eu quero ter tudo.

    Beijos Tati <3

    ResponderExcluir
  4. Muito bacana o post, eu apoio a pessoa usar o que lhe faz bem, fazer o que faz bem. E não porque está na moda ! Quando você aceita isso tudo fica mais leve e as coisas fluem mais ! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu post! Tem algumas práticas dessas que não estou acostumada a fazer mas são coisas a se pensar. De uns anos pra cá, me tornei uma pessoa muito consumista e isso resultou em um armário que não cabe mais nada. Aos poucos, estou me desfazendo de algumas peças.
    Beijosss

    www.madamices.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabi!
      Essa mudança deve acontecer aos poucos até se tornar algo comum para você.

      Beijos!

      Excluir
  6. Esses dias atras escuei o diacono Nelsinho Correa dizendo " aquilo que você tem sobrando no seu guarda roupa você está roubando dos pobres que aguardam uma simples doação pra ser feliz" . Tenho levado isso ao meu coração comigo todos os dias.

    Obrigada pela reflexão, veio em boa hora.
    Beijos, Nathy www.ocaosfeminino.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nathy
      É exatamente isso. Além de nos fazer bem podemos fazer bem aos outros.

      Beijos!

      Excluir
  7. Olá!
    Adorei o post e suas dicas nos ajuda muito a sermos uma pessoa melhor e menos consumista.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. As mudanças são realmente essenciais se quisermos ser diferentes. Esse ano, comecei a trocar os livros que não me agradaram, ao inves de apenas comprar novos para acumular falta de espaço na estante.
    Adorei o post!

    Parabéns pelo blog.
    Beijos da Nanáh!

    ResponderExcluir
  9. Ainda bem que não preciso mudar em nada. Não sou consumista, penso muito antes de comprar alguma coisa. Não sigo moda, apesar de gostar de ver as novidades nas vitrines. Troco livros e já doei muitos, além de roupas e outras coisas. Amei seu post, é uma ótima reflexão!

    Beijo,
    Cidália.

    ResponderExcluir
  10. Gostei mesmo deste post e, por isso, acho que vou passar aqui um bocadinho a ler e a refletir!
    Obrigada por o momento de "inspiração". Beijos

    ResponderExcluir
  11. Sábias reflexões geralmente levam a sensatas conclusões. Gostei do artigo. Para que ter se podemos ser e estar feliz em boas companhias, rs?

    Parabéns, Fran e Bruno!

    ResponderExcluir
  12. Olá, gostaria que vc não me levasse a mal, mas não vejo com muito bons olhos essa coisa de tentar dizer como as pessoas devem se comportar. Contudo vc passou boas sugestões que podem ajudar a tornar a vida das pessoas mais fácil, só que é preciso que as pessoas queiram que suas vidas sejam mais fácil e aí é que mora o X da questão. Seu texto foi muito bem escrito e sei que a intenção foi melhor ainda, por isso dou os parabéns pela tentativa de melhorar esse mundo tão avesso em que vivemos. Abraços.

    ResponderExcluir
  13. entrei neste processo em 2016 e posso dizer que me sinto muito mais leve e feliz!

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Sempre há coisas que precisamos mudar e melhorar, e nada melhor do que reconhecer isso. Mudar requer esforço, e as pessoas têm mais facilidade de viver na zona de conforto. Penso que às vezes, nem tudo que funciona para nós, funciona para os outros. Seu post incentiva iniciativa em querer que as coisas não continuem as mesmas. Parabéns pelas experiências que você teve! Que através do seu texto, possamos ter experiências também, mesmo que não sejam tão parecidas com as suas. Posso dizer sobre a questão da moda: com o tempo, tenho conseguido encontrar cada vez mais o meu estilo, estando na moda ou não.

    ResponderExcluir
  16. Oi Fran
    Que post da hora cara!
    Sobre mudanças eu faço compras de coisas usada sim, roupas até hoje que nunca comprei mas não vejo problema.
    Presentes minimalistas é minha área, adoro confeccionar coisinhas e o meu marido é o que mais sai ganhando nessa.
    Outra coisa boa para adicionar em mudanças é a economia, não desperdiçar, não comprar sem precisar e muitos outros
    Amei o post
    Beijuh

    ResponderExcluir
  17. Oie tudo bem?
    Que post diferente e interessante!
    Esse ano pretendo mudar muitos hábitos meus, como parar de se egoísta e como você falor dividir mais com as pessoas...
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bem? Gostaria de concordar com você em todos os pontos, mas com relação a comprar de quem tem fabricação própria, pelo menos aqui na minha cidade é inviável. Numa loja normal uma blusinha é R$ 25,00, nessa outra será R$ 50,00/ R$ 60,00. Realmente para a maioria das pessoas essa troca não compensa, infelizmente =/ Beijos, Érika ^^

    ResponderExcluir
  19. Não sou do tipo consumista, mas achei seu post muito bom. Que possamos realmente ter e ser um mundo assim, mais reflexivo e menos consumista, parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  20. Olá! De fato, há momentos na vida que precisamos mudar, repensar nosso comportamento, nosso modo vida. As vezes isso pode fazer uma total diferença. Muito bom seu post, bjoo

    ResponderExcluir
  21. Pequenas mudanças fazem toda a diferença! é pena que não tenhamos essa noção muita das vezes .

    ResponderExcluir
  22. Que post mais intrigante!
    Eu estou aqui pensando em um hábito que eu tenha mudado e talvez em relação aos meus problemas. Desde que eu tomei a decisão de tentar simplificá-los passei a ser mais feliz. Eu meio que tireo deles o peso da palavra "problema" e resolvi gastar o tempo buscando respostas pra eles, ao invés de lamentar, isso me fez mais leve e feliz. Amei o post ♥

    www.ultimobiscoito.com

    ResponderExcluir